A nossa história

A nossa história …

Em Outubro de 2010 um grupo de seis amigos, reunidos pelo mesmo ideal, conhecedores das condições de vida na rua de pessoas carenciadas, resolve prestar apoio alimentar, de vestuário e conforto.

Assim, começam a confecionar, em suas casas, sem qualquer tipo de apoio, sopa, sandes e café, que distribuem na rua. a cerca de 20 pessoas.

Iniciam às sextas-feiras à noite, a distribuição destes alimentos, nas zonas Baixa e Alta de Coimbra. Deste grupo faziam parte pessoas dos 7 aos 60 anos de idade.

O número de pessoas apoiadas, no princípio cerca de vinte, foi aumentando, bem como o número de voluntários que aderiram a esta causa, alguns deles jovens mais sensíveis a esta realidade social.

As despesas começaram a pesar no orçamento destes voluntários, pelo que decidiram dar a conhecer o trabalho realizado pelo grupo.

E, a 8 de Outubro de 2011, tem lugar um almoço no Parque das Merendas dos HUC., que reuniu cerca de 120 pessoas, que deram todo o apoio a esta causa. Angariaram-se mais voluntários e futuros sócios e com a verba conseguida com o almoço, ficou decidida a formação da atual Associação.

A 23 de Novembro de 2011, é feito o registo na Conservatória do Registo Comercial de Coimbra, com o NIPC 510 076 505 e o NISS 2 501 076 505 3.

A 23 de Fevereiro de 2012, a ASSOCIAÇÃO TODOS PELOS OUTROS – TPO, foi aceite como membro do Conselho Local de Acção Social de Coimbra (CLAS-C).

Embora participando nas reuniões do PISACC (Projeto de Intervenção com os Sem-Abrigo do Concelho de Coimbra) desde 2012, passamos a integrar este projeto efetivamente em 2 de Abril de 2013.

O percurso realizado tem sido bastante difícil, principalmente pela falta de instalações onde se possam realizar as diferentes tarefas da associação, tais como: entrega de cabazes, espaço físico para receber as famílias e ouvir suas problemáticas, confeção dos alimentos e a sua distribuição de uma forma mais condigna a todos os que por motivos variados se encontram numa situação desesperada, armazenamento dos géneros alimentares e de higiene, de roupas e calçado, ações de formação, reuniões com voluntários e associados,…

A ATPO tem tido o apoio temporário de algumas instituições, com as quais tem protocolos, com a cedência de espaços, uns para confecionar os alimentos, como é o caso da Casa do Pessoal dos HUC, outros para instalar a despensa da ATPO, como é o caso do GEAF (Grupo Espírita Amor Fraterno) em Sta. Clara, outros como é o caso do SASUC (Serviço de Ação Social da Universidade de Coimbra) com a cedência das Cantinas Amarelas onde é feita aos domingos à noite a distribuição da refeição às pessoas em situação de sem-abrigo, outros onde a ATPO armazena as roupas e calçado para futura distribuição, como é o caso do Centro Paroquial de Sta. Apolónia e, outros ainda, com o fornecimento de alimentos por parte das pastelarias/padarias do concelho de Coimbra, …

A descentralização dos vários serviços, e a falta de outros, tem dificultado muito as tarefas da associação.

Quer ajudar? Fale connosco!

Ajudar